Drinking Port Wine in restaurants; margins too high?

Port Wine bottles in Vinologia, PortoDurante uma pesquisa sobre tendências de consumo no sector do Vinho do Porto, encontrei um artigo interessante no Restaurant Wine. O texto, apesar de escrito em 2005, revela conclusões interessante sobre o consumo de Vinho do Porto, defendendo que o Porto Tawny de maior qualidade é cada vez mais popular nos restaurantes norte-americanos. Questiono-me se esta tendência se alterou nos últimos anos. E em Portugal, como é que acha que evoluiu a oferta de Vinho do Porto nos restaurantes?

No centro e norte da Europa e EUA, regiões que representam mais de 90% do consumo de Vinho do Porto, é muito frequente encontrar nos restaurantes pelo menos um ou dois tipos de Vinho do Porto. Na verdade, arrisco-me a dizer que os bons restaurantes da Holanda, Bélgica, Reino Unido e até mesmo Dinamarca, têm uma oferta maior que os congéneres portugueses. Para um português não é difícil justificar isto, já que nós gostamos de tudo o que não é nacional; o whisky triunfa em qualquer parte do país.

Contudo, no mesmo artigo, poderá ler: “Os tawny de maior valor deveriam ter preços equivalentes aos restantes vinhos, não serem considerados como bebidas destiladas. Margens ridículas (mais de 4 vezes o custo) são a maneira mais segura de eliminar as vendas.” Isto é provavelmente verdade, ainda que eu não seja a pessoa mais adequada para falar sobre isso, uma vez que como produtor quero o meu vinho esteja sempre disponível ao preço mais baixo possível. Está aí alguém para defender os restaurantes?

Partilhe os seus hábitos, costuma beber Vinho do Porto nos restaurantes? E o seu consumo de Porto está a diminuir ou a aumentar? Segundo o IVDP as vendas de Vinho do Porto em 2010 estão com crescimentos superiores a 10%. Nada mau!

Oscar