First thoughts of my trip: US economy is not good, but that is not bad for wine

Manhattan 520 amNestes primeiros dois dias em Nova Iorque, tenho estado especialmente atento ao comportamentos das pessoas. Não é difícil aperceber-nos que a economia americana não está a respirar saúde e há dois indicadores que me ajudam a justificá-lo: há um considerável número de lojas para arrendar no centro de Manhattan e a cadeia de cafés Starbucks não está tão cheia como habitualmente.

Mas como alguns relatórios e estudos de mercado demonstram, a recessão económica nem sempre é desfavorável ao sector dos vinhos. Tenho visto muitas pessoas a beber vinho, as lojas de vinhos e secções de vinhos dos supermercados têm procura e pessoas a comprar e os importadores parecem continuar à procura de vinhos europeus.

Posto isto, a actual situação de mercado não me desanima nem faz atirar a toalha ao chão: a missão é simples, encontrar um importador para os nossos vinhos!

Tirei esta foto às 5h20 do apartamento dos nossos amigos em New Jersey.

Oscar