Como enxertar videiras

A filoxera estabeleceu um novo paradigma na viticultura duriense e na de quase todas as regiões produtoras de vinho. Desde 1850 que este minúsculo inseto de nome filoxera, que se alimenta de folhas e raízes de videiras um pé franco, ou seja, não enxertadas, alterou a maneira como se plantam as videiras. Até então, a videira era plantada diretamente no solo, tendo as suas próprias raízes, as quais eram vulneráveis à filoxera.

Para evitar que as raízes, e consequentemente, a planta fosse destruída pelo inseto, os viticultores começaram a plantar uma planta mais robusta e resistente à voracidade da filoxera. Nesta planta, também conhecida por americano porque foi dos EUA que veio a cura para a filoxera (tal como o próprio inseto tinha vindo umas décadas antes), é enxertado um garfo ou vide da casta que se pretende fazer crescer, como Touriga Nacional, Tinta Roriz ou qualquer outra.

A arte de enxertar é muito importante na viticultura, já que a partir desse momento teremos uma videira com capacidade para dar fruto de qualidade. O que quero partilhar convosco hoje é o modo como a enxertia se faz. Há as seguintes fases a saber, que constam do video acima:

  1. o porta-enxerto deverá ter sido plantado há pelo menos um ano
  2. o melhor momento para enxertar é umas semanas antes de iniciar o novo ciclo da videira
  3. corte uma vide com dois olhos, a crescer para cima para enxertar
  4. faça um corte horizontal no porta-enxerto, a cerca de 10 – 20cm do nível do solo para que a união fique tapada com terra
  5. faça um corte perpendicular no porta-enxerto onde vai inserir o garfo ou vide
  6. ate bem a união com ráfia
  7. dê um aperto final no garfo para ficar bem preso
  8. cubra o enxerto com terra e regue de duas em duas semanas durante 6 meses com uns litros de água

Dúvidas? Imagino que tenha algumas!

Oscar

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.

  • Joao de Sa

    Muito util para quem precisa de informacao.
    So gostava de saber qual os tempos para se exertar, se e em Janeiro ou muito antes, e se deve-se tirar o garfo no final de outono ou do inverno? E que nao ha muita informacao em questao de datas e os meses ao qual se deve processor tais etapas. Seria otimo ter isso, pois assim poderia ter uma ideia melhor se estou a fazer bem ou nao, pois nem sempre conhecemos quem saiba fazer isso.
    Obrigado e bem haja pela vossa pagina que e excelente.
    Joao Ribeiro de Sa

    • quevedo

      Muito obrigado João. Os garfos devem ser podados das videiras lá por Fevereiro e os enxertos devem ser feitos depois das geadas, quando o tempo começa a aquecer.