O meu Douro – Cada vez sinto mais orgulho em ser Duriense

Quinta de Sidr, new and old vines, Real Companhia VelhaEsta paisagem monumental que inebria os sentidos, que alimenta a alma, e nos d fora para continuarmos a viver todos os dias. O Douro que to bem descrito foi por Miguel Torga, Joo de Arajo Correia e por outros poetas durienses menos conhecidos, mas com sonetos no menos sentidos.

O rio, com o mesmo nome da regio, marca indelevelmente a paisagem. At h algumas dcadas atrs corria pelas margens de forma selvagem, indomvel. Mas desde que foram construdas as barragens, o seu caudal ficou controlado, passou a ser um rio tranquilo, j no mete medo…

H ainda os vinhos, os maravilhosos Vinhos do Porto e do Douro. O Vinho do Porto que o nosso embaixador no estrangeiro, mas o Vinho do Douro tambm caminha no mesmo sentido, temos que lhe dar tempo, pois o primeiro j leva mais de trs sculos de avano.

Mas o que efectivamente faz do Douro uma regio especial so as suas gentes. Persistentes, sagazes, trabalhadores, nunca desistem nem mesmo nos momentos difceis, e houve alguns ao longo da histria.

E a este meio que eu perteno, com esta gente que me identifico, e tenho tanto orgulho em dizer, sou do Douro!

Cludia Quevedo

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.

  • As tuas palavras so to verdadeiras em mim que no podia deixar de te escrever para dizer que tambm eu, Duriense de raizes, neta de um mdico que, para alm da sua profisso, retratou o Douro e Trs os montes na escrita, pintura e msica…. sem dvida temos um legado gentico to forte e enraizado que foi crucial para o percurso que trilhamos…..ser que vamos conseguir marcar da mesma forma a nossa descendncia??!! Beijinhos,
    Mnica