Quevedo Vintage 2011 – nota de prova da Wine Spectator

Poucas semanas antes do inicio da vindima de 2011, as uvas pareciam-nos em excelentes condições para fazer alguma coisa boa. Depois, quando as uvas começaram a chegar à adega e já a fermentar, as expectativas sobre uma vindima fantástica iam pouco a pouco subindo. É então quando começamos a sentir aquele nervoso miudinho, quase como se borboletas houvesse no nosso estômago (certo, como quando nos apaixonamos) à medida que o tempo passa. E surge a pergunta: será que eu fiz alguma coisa especial? Em conversa com outros produtores eles dizem o mesmo, o que eles têm é realmente especial. O Inverno chega, as temperaturas baixam, os sedimentos também, e os Vinhos do Porto da vindima resistem estoicamente mantendo cores e aromas. Primeiro posto de controlo superado e com grande folgo. E não deixa de melhorar. Começamos a partilhar o nosso lote de Vintage 2011 e em troca recebemos sorrisos. Mais e mais sorrisos. Aprovamos o lote no Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, começamos a alocar as primeiras caixas, depois mais, e mais, ao ponto de já ser mais o que está vendido do que o que não está, e ainda nada está engarrafado. Depois mais pessoas querem provar, a imprensa, nas palavras de Jancis Robinson diz que “O Douro foi provavelmente o sitio no mundo onde melhor vinho se fez em 2011″ e é quando chega a Wine Spectator para dizer isto sobre o Quevedo Vintage 2011:

Vemos então que não é um sonho, estamos bem acordados. E sorrimos de novo.

Oscar

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.