A invasão portuguesa de vinhos

Com os trabalhos na vinha controlados e dentro dos prazos, decidimos juntar-nos a um grupo de mais três produtores de vinho portugueses e atravessar o Atlântico, em direção aos Estados Unidos. Nós os quatro, Julia Kemper, Vitor Mendes da Quinta de Gomariz, Pedro Pintão da Poças e eu, tinhamos no Ryan Opaz, da Vrazon, o nosso lider. O Ryan é um americano a viver em Portugal há três meses e apaixonado por redes sociais, vinho e, diz ele, pelo nosso pais. O nosso destino? O Midwest. O nome da missão: A primeira invasão de vinhos portugueses.

De Portugal levámos galos de Barcelos, mapas, t-shirts e muita motivação. Todos nós já temos distribuição dos vinhos nos EUA, mas ainda nenhum de nós vendia para os estados que visitámos. Um grande forgão branco era o veículo da invasção, cheio de vinho e malas para começar uma ruidosa invasão. Tudo o que queriamos era que os americanos se apercebessem que Portugal os estava a invadir, no que a vinho diz respeito, claro! Começámos por Minneapolis, Minnesota, no dia 30 de Maio e terminámos em Madison, Wisconsin dia 5 de Junho. Durante este periodo parámos em Kansas City, St. Louis, Indianapolis e Chicago. Todas as nossas aventuras foram documentadas socialmente no blog da Portuguese Wine Invasion. Vá até lá.

À medida que o tempo passava, ia-me apercebendo que apesar de gerarmos muito interesse na nossa invasão, as pessoas dificilmente se recordavam dos nomes das nossas marcas. Regressavam a casa a pensar na experiência que tinham tido com os vinhos portugueses, mas não tinham em mente uma marca específica. Mas era o nosso objetivo promover os vinhos de cada um ou promover o país? Certo, estávamos ali para falar de Portugal, e promovendo o país estávamos a promover todos os vinhos portugueses e assim também promovíamos os nossos vinhos. Procurávamos novos elementos para que se tornassem fans de Portugal. Se alguns deles, pedirem vinhos portugueses da próxima vez que visitarem uma loja de vinhos, então teremos cumprido a nossa missão. Certamente que nós os produtores queremos e esperamos vender mais vinho nos EUA, caso contrário não poderemos financiar uma segunda invasão. Mas aprendemos que se juntamos esforços e falarmos de Portugal, posteriormente, o consumidor vai pedir os nossos vinhos.

Oscar

Enhanced by Zemanta

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.