Ao Avô João

Grandfather JoãoNota do Oscar: Recebi esta mensagem do Pedro e do Bruno, depois do meu Avô João ter falecido no passado 5 de Março. Acho que devo partilhar convosco.

“Vão fazer falta duas mãos quando o engarrafamento andar mais depressa.
E um sorriso quando chegamos à lareira.
Vai faltar um à cabeceira, mesmo que a mesa seja redonda. E o chapéu não vai ter cabeça a quem servir.
Nem a carrinha vai abrigar mais sonecas.
Mas enquanto nós colhermos um cacho, enchermos uma cuba e provarmos um copo, o sonho continua. O sonho não acaba!”

Pedro e Bruno

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.

  • http://www.prgrisley.com michael grisley

    Oscar and the entire Quevedo Family,

    I’m so sorry to hear that your beloved grandfather passed away this month and that I never had the opportunity to meet him. It is very apparent that the entire family loved and respected him, as I’m sure he was an amazing man. I’m glad you had the opportunity to write about him and your family through this blog and were willing to share your memories and experiences you had with him. You can surely count that we will raise our glasses in his honor here in the US!

    Warmest Regards,

    Michael

  • http://www.catavino.net Ryan Opaz

    Gabriella and I feel fortunate to have had the chance to meet your grandfather, and to have shared a glass or two of wine with him. Definitely an honor.

  • http://www.bostonmaattorneys.com Jhonez

    We are sorry to hear that your beloved grandfather passed away………. : (

  • Caro Óscar Quevedo ( Pai ),

    Soube por aqui, correspondendo à tua sugestão de visita, que havia falecido o Patriarca Quevedo, o Sr. João Quevedo, que tão bem nos acolheu, num encontro de confraternização de ex-combatentes que fizemos aí mesmo, na Vinoquel, salvo erro, em 2005.

    Pacientemente, lá nos elucidou este bom homem sobre a forma de cuidar das vinhas e de certos trabalhos específicos dessa vetusta faina, que, para alguns, já se transformou em Arte, depois de ter passado pelas suas diferentes fases tecnológicas, desde a mais artesanal, do tempo dos Gregos e dos Romanos, até ao uso dos mais recentes recursos da Ciência e da Técnica.

    A continuação parece estar assegurada já pela terceira geração, que dispõe de maiores conhecimentos técnicos, complementares desta ainda nobre actividade económica.

    Que preservem, no seu empenho empresarial, o mesmo amor e carinho pela produção vinícola que o seu Avô certamente lhes terá transmitido.

    Quanto à presença na Internet, fiquei bastante agradado com este bem apetrechado sítio, com blogue associado e tudo.

    Se me permitem o atrevimento, depois de uma breve visita, deixo algumas sugestões :

    - Inserir pequenas explicações relacionadas com a produção destes néctares;
    - Realçar as características das marcas produzidas;
    - Fornecer indicações gastronómicas relacionadas com o vinho;
    - Dar alguma indicação de preços dos produtos comercializados;
    - Incluir na associação com o Distribuidor a cobertura de outras zonas da área metropolitana de Lisboa;

    E, por ora, termino.

    Um abraço ao meu amigo e camarada de armas Óscar Quevedo, além de distinto homem de leis, também competente oficial da Logística do BCAÇ 4812, retaguarda importante de toda a operacionalidade de qualquer Tropa, em qualquer Teatro de Operações.

    À restante família Quevedo, as minhas calorosas saudações, na perspectiva de um breve novo encontro de confraternização.

    António Blanco_13-04-2009.

    • http://quevedoportwine.com Oscar Quevedo

      Agradeço-te, antes de mais, as sentidas e elogiosas palavras que exaraste em memória do meu Pai. Foi para mim um perda muito grande, pois, nestes últimos anos foi um companheiro que sempre esteve a meu lado a dar alento e coragem nesta vida agrícola que não é nada fácil.
      Deixou um grande vazio na nossa casa que vai sendo colmatado com a vinda da Beatriz, minha neta, que teve o privilegio de conviver com o bisavô no seu primeiro ano de vida e cuja 1ª palavra que pronunciou foi Vô, dirigida ao meu Pai.
      Coisas da vida!
      O nosso gabinete de marketing vai trabalhar para esclarecer as tuas dúvidas, que são muito pertinentes e oportunas e, por isso, muito te agradeço.
      Aquele abraço
      Óscar