Porque é a Suécia um mercado especial para o vinho? Por causa do Systembolaget

Quevedo Rose Port in the Summer launching sect...

Image by quevedoports via Flickr

Por diversas razões a Suécia é um mercado especial para a venda de vinho:

Port Wine section in a Systembolaget shop in Sweden Estas são as regras. Não é fácil colocar lá os vinhos, até porque o Systembolaget só compra uma marca por tipo de vinho, por exemplo, Douro Reserva ou Porto Banco. Só este ano, pela primeira vez, listámos um dos nossos vinhos nas lojas do Systembolaget. Houve uma oferta de Porto Rosé para o Verão de 2010. Como vencedores dessa oferta, o Porto Quevedo Rose tornou-se no primeiro Porto Rose a ser vendido na Suécia. Estava orgulhoso com o nosso feito e não queria perder a oportunidade de tirar umas fotos às nossas garrafas. E já que a oferta ia acabar no final de Agosto, lá fui eu visitar uma loja do Systembolaget em Estocolmo e tirar uma fotos. Não tenho a certeza se é permitido tirar fotos à loja, mas também não arrisquei perguntar. Por isso, se daqui por uns dias não houver fotos aqui é porque o Systembolaget pediu para as remover.

Oscar

Port Wine section in a Systembolaget shop in Sweden

Enhanced by Zemanta

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribe to the feed and get future articles delivered to your feed reader.

  • Tom Archer

    Oscar,

    Aside from selling to Scandinavia, are you getting some rain at last?

    - Cheers,

    Tom

  • http://winewomantravel.wordpress.com cynthia

    Well done, Oscar! Congratulations!

  • http://www.quevedoportwine.com oscar

    Tom, it finally rained last night in Pesqueira. Few drops, almost not enough to settle the dust, but temperatures are now around 20º C, dropping from around 28-30 during the last days. This morning all the Douro is cloud and it seems it could rain again later today. More news soon.

  • RM

    Em tempos passei algumas semanas na Suécia e tive oportunidade de adquirir um vinho português (Vila Santa) por um valor bastante mais económico do que em qualquer supermercado português (mais tarde verifiquei que o mesmo se passava com outro vinhos). Provavelmente o pordutor lucrou o mesmos a diferença estará no número de mãos pelas quais o vinho passa até chegar ao consumidor. É difícil compreender que o consumidor sueco seja mais bem tratado do que o consumidor português.